[Um outro olhar] A hora é agora!

Maníaca por óculos, Andrea Tavares é editora da VIEW e do Blog da VIEW

Para começar, agradeço por tantas mensagens sobre a minha coluna da VIEW 165, intitulada “O romance acabou?”. Teve até recadinho à mão deixado no estande da revista durante a feira. Fiquei muito feliz!

As mudanças desses nossos tempos foram o tema do texto. Especialmente, quão avassaladoras têm sido para o mercado óptico mundial. O que era uma pergunta no começo, no decorrer dos parágrafos tornou-se uma sólida afirmação. É como se fôssemos obrigados a fechar um livro que estivéssemos lendo há tempos, colocá-lo para sempre na prateleira mais alta da estante da vida e começar um novo livro, com o qual não se tem a menor familiaridade. Sem dúvida, o melhor é praticar o “aceita que dói menos”, o bordão de novela das nove que virou mantra para a vida.

Obviamente, situações radicais como essas requerem um certo luto: a gente fica um tempinho na sofrência, remoendo certas coisas, sentindo-se inconformado, mas depois precisa seguir em frente, assumindo-se dono do tal novo livro e escrevendo uma nova história.

Por falar em seguir em frente, compartilharei palavras maravilhosas com as quais esbarrei há uns dias. A gente vive tempos tão estranhos que, hoje, um dos maiores e mais incríveis líderes da atualidade é um Papa! Nasci em berço católico, estudei em escola de freiras e, no início da juventude, participei de grupo de jovens em igreja católica, mas além do contato com as pessoas e do trabalho que se realizava por lá, o importante para mim era a fé. Na época, João Paulo 2º era o Sumo Pontífice e era muito celebrado pelos fiéis e até por quem não era tão fiel assim. Eu o encarava como um líder e nada mais. Nasci no final da década de 60 e sou legítima representante da minha geração no sentido de carregar uma rebeldia impressa no meu DNA, uma alma contestadora. Por isso, sempre me senti desobrigada a gostar de um Papa apenas pelo fato de ele ser o líder máximo da igreja da qual eu fazia parte. Uma coisa é ser líder, outra é ser alguém especial.

O tempo passou e, em 2013, o argentino Jorge Bergoglio foi eleito o novo Papa, que, meses depois, veio ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude. Achei que havia algo errado. Seus discursos (verdadeiras conversas, na verdade) eram tão naturais, reais, voltadas para a ação e tão diferentes daquela igreja em que eu cresci. E ele se supera dia após dia: são tantas lições de vida real e simplicidade, a ponto de colocar um aviso de “é proibido lamentar-se” na porta do seu quarto. Fico feliz de ter vivido para ver um líder como ele.

E são deles as palavras a seguir. Coincidentemente, são de um Papa católico, mas o mais importante é que são de um líder mundial que, felizmente, tem influenciado muitos corações e mentes por esse mundo afora.

 

Viva a vida agora! Esta vida vai passar rápido. Não brigue com as pessoas, não critique tanto seu corpo. Não reclame tanto. Não perca o sono pelas contas. Não deixe de beijar seus amores. Não se preocupe tanto em deixar a casa impecável.

Bens e patrimônios devem ser conquistados por cada um. Não se dedique a acumular herança. Deixe os cachorros mais por perto. Não fique guardando as taças. Use os talheres novos. Não economize seu perfume predileto; use-o para passear com você mesmo.

Gaste seu tênis predileto, repita suas roupas prediletas, e daí? Se não é errado, por que não ser agora? Por que não dar uma fugida? Por que não rezar agora em vez de esperar para rezar antes de dormir? Por que não telefonar agora? Por que não perdoar agora?

Espera-se muito o Natal, a sexta-feira, o outro ano, quando tiver dinheiro, quando o amor chegar, quando tudo for perfeito… Olha, não existe o tudo perfeito. O ser humano não consegue isso porque simplesmente não foi feito para se completar aqui. Aqui é uma oportunidade de aprendizado.

Então, aproveite esse ensaio de vida e faça-o agora… Ame mais, perdoe mais, abrace mais, viva mais intensamente e deixe o resto nas mãos de Deus.

 

Mais de Um outro olhar por Andrea Tavares

Os óculos do amor

O romance acabou?

O valor da inteligência emocional

Tanto para duas décadas!

O suvenir da gentileza

Show de seres humanos

Sorria!

Nos sapatos dos outros

Por exemplo…

Mais gentileza, menos bullying

Pronto para uberizar?

Vibre amor, hoje e sempre!

Uma breve análise do tempo parte 4

Uma breve análise do tempo parte 3

Uma breve análise do tempo parte 2

Uma breve análise do tempo parte 1

Coca-Cola com casco de Pepsi?

Criatividade é divina

A estrada para mudança

O desafio de aceitar o novo

A força da comunidade

O cafona do século 21

A vida é muito curta para…parte 3

A vida é muito curta para…parte 2

A vida é muito curta para…parte 1

Viva as relações saudáveis parte 2

Viva as relações saudáveis parte 1

Os outros lados do mesmo lado

Para ser melhor parte 2

Para ser melhor parte 1

A visão de volta

Grão de milho ou pipoca?

Momentos que inspiram

O poder das palavras

Os padrões Montenegro-Hopkins

O que você vende mesmo?

A nobreza que inspira

468 ad