Novos capítulos da fusão entre Essilor e Luxottica

Em uma votação que marcou mais um passo rumo à combinação formal entre Essilor e Luxottica, os acionistas da Essilor demonstraram forte apoio à fusão durante uma reunião ocorrida ontem, 11 de maio, na Maison de la Mutualité, na capital francesa. O encontro foi presidido pelo CEO da corporação francesa Hubert Sagnières e contou com a presença do fundador e presidente executivo da Luxottica, Leonardo Del Vecchio.

Todas as decisões foram aprovadas, entre elas:

  • A indicação dos membros para o futuro conselho administrativo da EssilorLuxottica. São oito membros indicados pela Delfin, empresa holding da família Del Vecchio e sócia majoritária da Luxottica, com sede em Luxemburgo: o presidente e CEO da EssilorLuxottica, Leonardo Del Vecchio; três diretores que representam a Delfin (Francesco Milleri, Giovanni Giallombardo e Romolo Bardin) e outros quatro diretores (Cristina Scocchia, Gianni Mion, Lucia Morselli e Rafaella Mazzoli). Já a Essilor também apontou oito membros: o vice-presidente e vice-CEO da EssilorLuxottica Hubert Sagnières; a representante da Valoptec (associação dos empregados acionistas da Essilor), Juliette Favre; quatro diretores do atual conselho administrativo da Essilor (Annette Messemer, Bernard Hours, Henrietta Fore e Olivier Pecoux) e dois executivos que representarão os funcionários, a serem apontados pelo conselho dos trabalhadores até o final deste ano.
  • A contribuição da Delfin (que detém cerca de 62% das ações da Luxottica) de todas as suas ações da empresa italiana para a Essilor.
  • A contribuição de quase todas as atividades e das participações sociais da Essilor em uma subsidiária integral.
  • A emissão de novas ações no âmbito da oferta pública obrigatória a ser lançada pela EssilorLuxottica para o restante das ações da Luxottica.
  • Os estatutos modificados da Essilor e os estatutos futuros da EssilorLuxottica, incluindo, em particular, o novo nome corporativo “EssilorLuxottica”, a atualização do objeto social, a anulação dos direitos de voto duplo e uma nova cláusula de limite de voto.

 

Sagnières comentou estar “encantado com o excelente apoio dos acionistas da Essilor na combinação entre Essilor e Luxottica, que acaba de dar um passo decisivo. Com presença em todos os segmentos do mercado óptico, o novo grupo fornecerá soluções concretas e inovadoras para o desafio de melhorar a visão no mundo”.

Em seu comunicado oficial, a Essilor lembrou que o processo para a formação da EssilorLuxottica está ocorrendo de acordo com o calendário previsto. A nomeação do conselho da EssilorLuxottica entrará em vigor a partir da conclusão da contribuição das ações da Luxottica de propriedade da Delfin para a Essilor, prevista para o final de 2017.

468 ad