[Um outro olhar] Para ser melhor Parte 1

Maníaca por óculos, Andrea Tavares é editora da VIEW e do Blog da VIEW

Quando batizei esta coluna de “Um outro olhar”, o objetivo foi propor que você, querido leitor, exercite seu olhar, esforçando-se para ver as pessoas, os fatos e as coisas sob novas perspectivas. Acho que ninguém veio de passagem a este mundo e todos carregam em seu DNA o gene da evolução. Além disso, o consumidor está cada vez mais informado (sim, ele também evolui!) e o mercado, competitivo.

Por conta dessas reflexões, há uns meses uma leitora me enviou um e-mail pedindo dicas de como se desenvolver para se tornar uma profissional mais competente e aprender mais sobre moda e estilo. Em vez de escrever apenas para ela, achei legal compartilhar a resposta, creio que as dicas podem ser úteis.

O primeiro passo é o real desejo de se aprimorar com a consciência de que é preciso dedicar-se e de que há um novo caminho a ser desbravado. O segundo é a leitura. Crie uma rotina diária: ler é o principal combustível nessa trajetória do aperfeiçoamento. Tem muita vantagem na vida quem faz da leitura um hábito constante. Não gosta de ler? Precisa encontrar um jeito de mudar esse panorama e pode ter certeza de que vai encontrar algum tema ou tipo de leitura que o fará despertar esse gosto.

Dia desses, vi o desafio de uma professora de Literatura para adolescentes em uma série de tevê: a maioria da turma não tinha apreço pela leitura e como ela conseguiria transmitir a matéria? Sua solução foi trabalhosa, porém criativa e eficiente. Em vez de recomendar um único livro para toda a classe, investigou as predileções de aluno por aluno e indicou obras individualmente, de acordo com o gosto de cada um. Resultado: atingiu seus objetivos e conseguiu que os alunos começassem a ler. Portanto, encontre seu caminho. Pratique, leia jornal, histórias em quadrinhos, revistas, aquele livro que sempre desejou ler, dicionários, enfim, leia até bulas.

Descubra se seu perfil é mais conservador e prefere ler da forma antiga, isto é, os livros em versão física ou se é mais moderno e curte ler no computador ou no tablet – o meio correto também vai ajudar a estimular seu desejo pela leitura. Um efeito superpositivo de investir na leitura é a crescente intimidade com a Língua Portuguesa, passando a falar e a escrever melhor.

Mas o que ler quando se deseja desenvolver conhecimentos de moda e estilo? Vá até a banca mais próxima (física ou virtual) e compre revistas de moda como Elle, Vogue ou Harper’s Bazaar. Folheie, observe bastante e dedique-se à leitura.

Diferentemente de revistas de outros assuntos, os anúncios de publicações de moda são uma fonte e tanto, além das matérias. Para uma grife, não basta apenas apresentar uma bela coleção de roupas e/ou acessórios a cada temporada; é preciso comunicar tudo isso muito bem. E o melhor meio é a campanha publicitária, os tais anúncios publicados nas revistas. As marcas mais poderosas, por exemplo, se preocupam com cada elemento usado nas produções de suas imagens temporada após temporada. Várias lançam mão dos fundamentos da Simbologia a fim de criarem comunicações eficientes para manterem suas clientes e fãs sempre apaixonadas. Há quem diga que as campanhas publicitárias de grifes de moda e de marcas mais conceituais são as obras de arte dos dias de hoje e, por isso, várias devem ser apreciadas como verdadeiras pinturas em museus.

Mas, além das campanhas publicitárias, há o que ler nas revistas de moda. No começo, pode ser que se sinta um alienígena, lendo sobre algo tão específico. Lembre-se que a internet à mão facilita muito as consultas – caso você esteja lendo algo que lhe interesse ou lhe traga várias dúvidas, explore o tema no Google. Mas só conseguirá desenvolver intimidade com o tema se praticar. Outra boa forma é eleger um ou dois livros de história de moda e investir nessa leitura. Aos poucos, você começará a desenvolver “massa crítica” para desenvolver seu gosto e aprender a apreciar criações e ideias. Continuo na próxima edição. Até lá.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

468 ad